domingo, 10 de maio de 2015

AS ESCULTURAS




Hoje estou em voz,
hoje estou rouca
Preferia não descrever
essa sensação louca.

Paralisada como um bicho acuado
Eu durmo, cansada sempre
Bicho cansado dividido
Entre prisão e livre espaço.

Despida de proteção,
a crueza do meu ser me amedronta,
me apavora quando estou só,
e louca eu morro,
sem ter o que vestir.

PAPÉIS,RECEITAS E BISCOITOS DISSOLVIDOS NO GIN




Ouvimos sussurros na multidão,
Indecisos movimentos denunciam que
o que move nosso corpo é o vento.
Os olhos, ou se fecham por horas
Ou reviram o ambiente umas mil vezes.

É tudo muito estranho, eu imagino
como você deve ter se sentido,
mas eu não posso fazer nada.
Eu imagino um monte de coisas,
mas é imaginação, não é fato.

E agora, eu continuo ou paro?
Está gotejando...
Isso é chuva ou são reticências?
São poças, são pessoas, são a espera.
Cookies, gim, bonequinhos e nada.
Psiu, a multidão ouve os nossos sussurros!
Relaxe, calma e descanse, agora tudo vai bem.

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Cazuza

Twilight

New Moon

Eclipse

Breaking DowN