sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

PRESENTE,PROFESSOR!




Só de tentar riscar o papel,
minha mão cansa,
meu pescoço dói
olhando para baixo.
Tenho mil armas
e nenhuma vontade de usá-las.

Todos os dias,passam por mim
os rostos, e vou esquecendo-os
um por um.
Agora sim são apenas pessoas,
vultos.
Não mais as preocupações
com o mundo.

Sol e lua,a rotina defenestra minha
imaginação.
Bom dia,bom dia,até amanhã,
Boa noite,boa noite,tudo obrigação!
Quantas grandes idéias não estão passando
por mim agora,e eu nem as percebo?

Agora possuo,mas passo como vapor,
como quem é premiado com um
pôr-do-sol lindo ou o nascimento do seu filho,
sendo completamente e absurdamente CEGO.

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Cazuza

Twilight

New Moon

Eclipse

Breaking DowN