sábado, 27 de junho de 2015

LAS VEGAS



Não pense que, porque nos tocamos
Nos desejamos ardentemente
Fizemos posições do Kama Sutra
Trocamos saliva, carícias e chupões,

Não ache que, porque esquentamos os pés
Suamos todo o nosso corpo até pingar
E enquanto nos beijávamos nossos olhos
Sempre buscavam se encontrar

E nossa respiração era ainda mais ofegante
Não suponha que,porque nos tocando sentíamos
O desejo nascer em nossos genitais
E não controlávamos nossas mãos

Nossos pelos cada vez mais eiriçados
E respingos do nosso prazer úmido nas roupas
Todo aquele jogo de entra e sai
Não deduza que, no prazer depois de saciado

Aquele carinho de boa noite
E aquele beijinho estalado que reafirma
O quanto a transa foi boa
Dormindo abraçados por fim
Não conclua que por isso tudo
Você, de algum modo, me conhece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Rebeldias:

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Cazuza

Twilight

New Moon

Eclipse

Breaking DowN