domingo, 11 de abril de 2010

Deixai-me Viver!


Minha carinha bela se desfez
nas chuvas de março,
foram-se meus dotes
foram-se os meus dentes
e a cor dos meus cabelos.

Exagero da velhice:
dizer-se fim,
quendo pode ser apenas o começo!
Já criei meus filhos,deixai-me viver.

Sem carinha,sem cor nos cabelos,
sem dentes,-mas com um sorriso na alma,
desses sorrisos que só se aprende
depois que passam os arroubos da juventude.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Ser ou Não Ser?



Luto sempre com minha vontade de ser bicho
e nao mais gente com sentimento e tudo mais...
ser bicho ser arisco,selvagem e frio,
ficar no meu canto marcando território,

pra nao me ferir,pra nao ferir
pra nao ter que sorrir
ou mesmo chorar...

Covardia?

terça-feira, 6 de abril de 2010

Sete Passos Fora




Eu estava fraco...
A dor me corroía todo o corpo
sentia que ia morrer e,iludido,rezei.
Pedia vida,ou perdão para os meus pecados...
Algo que prometiam,chamado redenção.

E acordei no dia seguinte,
uma fome incontrolável esvaziava meu corpo
e meus pensamentos.
Mas algo estancou essa fome.

Me levaram a um grande mosteiro
cheio de pessoas e luzes.
Mas naquele momento de aparente paz,
senti que os seres dali não eram reais
e tudo ali era como um sonho
de um mundo artificial.

Sentimentos como revolta e dor
tomaram meu coração,
senti repúdio por aquele povo irreal,
e saí.

A doce liberdade de não me importar
preencheu os lugares vazios.
E eu lutei contra toda forma de fantasia
e trilhei o meu caminho,
um caminho que se mostrou revelador.

Os que me odiavam
não me importavam mais
pois minha força era maior.
E naquele momento prometi a mim
mesmo que nada mais me enganaria.
Hoje vejo que os portões estão abertos,
porém eu sigo o meu próprio caminho.

A Noiva Cadáver


Posso revelar os segredos dessa mente doentia
Quando eu descobri ser vil e desumana
Quando eu apodreci por dentro como em câncer
Quando eu deixei morrer minha força e sanidade...

Sou autodestrutiva como uma bomba-relógio
Como um buraco negro que pode te sugar
Adoeci minha capacidade,meus sentimentos
E até mesmo minha personalidade.

E não posso revelar meus segredos escondidos,
Pois sou represa decrepta,sou lápide e morte,
Sou vazio abismo que devora e puxa o que nele cai.
Eu sou o meu e o seu túmulo recalcados.

Valsando Com o Demônio


Todos os corpos dançam a valsa demoníaca
Fazer o mal ao som da música inflante
Malícia no olhar,pulsante sensação de vingança...
E os corpos valsam...

Fingindo não fazer nada,fingindo organização
Porém todos revolvidos pela dança cruel,
Os corpos e seus planos malignos...
Até mesmo o menor ato pensado e executado,
Até mesmo quem diz não dançar...

TODOS os corpos dançam conforme a música do Diabo.
Dois pra lá,dois pra cá em sintonia;
Com os sentimentos mais ardis
Os corpos estão cada vez mais lépidos
E mais felizes,e mais inchados,rufantes!
E a valsa continua.
Sabem eles que o que os agrada mais é fazer maldades,
E de quem provém as maldades?
Meus amigos,demônios mesmo somos todos nós!

3 Análises Sobre a Vida





1

A vida de início se apresenta:
-Muito prazer,eu sou a Vida.
Descubra-me,prove de um tudo
e sacie-se até saber-me
insaciável.


2

A vida em suas fases
se mostra chocante.Verdades
cruéis como a de que nem todos
são bonzinhos e aquela de que
muito do que aprendemos são inverdades.


3

Vontades novas,novidades
e etcetera...e como isso daqui
não é;a vida é,ao mesmo tempo,
Tudo e Nada.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Revolucione!





'Nunca é alto o preço a pagar

pelo privilégio de pertencer
à si mesmo!'

F. Nietzsche


peguei a frase emprestada do blog
fascinante de
"Lady Dark Sovereign"

Cazuza Não Bebe Mais





Cazuzar de agora em diante quer dizer
cuidar da saúde
pra ser feliz pra festejar a vida
pra merecer cada dia feliz...
Cazuzar agora quer dizer viver com moderação,
ter muita diversao sim,
mas com juízo,
"maneirando"
como se diz por ai...


Porque uma cazuza doente
ninguem quer
nem ela quer ser dependente,
ela quer mesmo é sentir a vida
e pega-la de jeito.
Todo dia merece ser gozado
como se a vida nao fosse breve
nem irremediavelmente louca.


Se tem uma coisa que eu aprendi nesses dias
é que a saude importa muito mais que o exagero...
Vamos ser saudáveis,caretas,loucos,exagerados-
mas exagerados com moderaçao...
pra poder viver e pro dia nascer feliz
e sem medo.
Vamos cheirar a vida!

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Álvares de Azevedo

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Anne Frank

Homenagem:Cazuza

Twilight

New Moon

Eclipse

Breaking DowN